terça-feira, 12 de outubro de 2010

João da Costa pode sair hoje da UTI

Depois uma cirurgia delicada, mas bem-sucedida, o prefeito do Recife, João da Costa (PT) tem alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) prevista para hoje. As informações foram divulgadas por boletins do Hospital Samaritano, em São Paulo, onde o petista foi submetido a um transplante de rim, na manhã de ontem. O senador eleito, Humberto Costa (PT), que é médico e acompanhou a operação na sala de cirurgia disse que tudo transcorreu dentro das melhores expectativas. "Foi um sucesso", falou.

Ao todo foram quase cinco horas de intervenções cirúrgicas, em um procedimento dividido em duas partes. No primeiro momento, das 8h15 às 9h15, o doador, Joselito Bezerra, irmão do prefeito teve um dos rins retirado. Joselito foi o único dos cinco irmãos do prefeito que apresentou compatibilidade imunológica de tecidos com João da Costa.


Um segundo momento da cirurgia correspondeu ao transplante propriamente dito, em que o órgão, com peso aproximado de 140 gramas, foi colocado noprefeito do Recife. Esta etapa começou às 9h40, seguindo até às 11h20. "Não houve intercorrências, nem sangramentos, dispensando, assim, a necessidade de transfusões. Logo que o rim foi colocado, começou a funcionar devidamente", comentou Humberto, que permaneceu na sala até o fechamento da cirurgia.


O procedimento foi conduzido pelo cirurgião vascular José Carlos Costa Batista Silva. Especialista neste tipo de intervenção desde a década de 1990, ele já soma mais de duas mil intervenções similares no currículo, inclusive em pacientes delicados como pessoas de baixo peso, além de crianças e bebês. José Silva foi indicado pelo médico que acompanha o petista no Recife, Rui de Lima Cavalcanti Neto. O Hospital Samaritano, está localizado em São Paulo e é referência em transplante renal no país.


Após a cirurgia, João da Costa foi levado para um quarto da UTI e às 16h recebeu a primeira visita, que foi da esposa, Marília Bezerra e da irmã dele, Joseane Bezerra. Apesar da alta, ele permanece em São Paulo por mais ummês, onde terá acompanhamento diário com a equipe do Hospital.


Coletiva - O prefeito João da Costa comunicou aque faria o transplante na quinta-feira passada, em uma coletiva à imprensa. Segundo o petista, o problema renal é consequência de uma crise hipertensiva que teve aos 26 anos. Na ocasião, ele chegou a ser internado por três semanas para tratamento, mas as sequelas permaneceram. "Por 25 anos tive acompanhamento médico e sobrevivi. Há um ano a situação ficou mais crítica e concluímos que havia a necessidade do transplante", disse.


Assim, visivelmente emocionado, João da Costa anunciou oficialmente o seu afastamento da prefeitura do Recife por motivo de saúde. Em seu lugar assumiu o vice, Milton Coelho (PSB), que, na ocasião, assegurou que não fará mudanças tanto na equipe de governo como na administração municipal.

Fonte:http://www.diariodepernambuco.com.br/2010/10/12/politica8_1.asp

Nenhum comentário: