terça-feira, 31 de janeiro de 2012

PM flagra deputado dirigindo embriagado em Brasília

O deputado federal Gladson de Lima Cameli (PP-AC), de 33 anos, foi flagrado em uma blitz de trânsito, em Brasília, esta madrugada, dirigindo embriagado, segundo a polícia.

O deputado foi parado pelos policiais militares que realizavam uma blitz na Quadra W 3 Norte, na Asa Norte, por volta das 2h30. Segundo a polícia, ele não se negou a fazer o teste do bafômetro, que indicou 1,14 miligrama de álcool expelido no teste do bafômetro - acima de 0,33 miligrama é caracterizado o crime de embriaguez ao volante.

Na 2º DP, Cameli se identificou como deputado e, por conta da imunidade parlamentar, foi elaborado apenas um boletim de ocorrência, que foi encaminhado à Câmara dos Deputados e ao Supremo Tribunal Federal para eventual abertura de inquérito.

Fonte: http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/pm-flagra-deputado-dirigindo-embriagado-em-bras%C3%ADlia

Garanhuns Jazz espera reunir 20 mil no Carnaval


Bob Mintzer integra a programação do
 Garanhuns Jazz (Foto: Reprodução)
E o cordão do jazz no Carnaval cada vez aumenta mais. Giovanni Papaléo, que produz pelo quinto ano o Garanhuns Jazz Festival, espera reunir por lá cerca de 20 mil pessoas, em pleno Carnaval. Como? Com uma escalação de peso, que inclui nomes fortes da cena internacional, a exemplo do saxofonista, compositor e arranjador Bob Montzer e do tecladista Russel Ferrante, ambos do grupo Yellowjackets, de Los Angeles.

Este ano, o evento, que movimenta vários pontos de Garanhuns com oficinas, apresentações em igrejas e programação infantil, presta homenagem a Naná Vasconcelos, Jeovah da Gaita e o maestro Edson Rodrigues.

Fonte:http://www.folhape.com.br/blogfoco/?p=3947

Serviço de Cirurgia Vascular pelo SUS será inaugurado no Hospital Português



Em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Real Hospital Português (RHP) irá montar um serviço de cirurgia vascula para atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS). O novo serviço, que pretende desafogar as emergências do Hospital da Restauração (HR) e do Hospital Getúlio Vargas (HGV), será inaugurado nesta terça-feira (31), às 11h, com a presença do provedor Alberto Ferreira da Costa e do Secretátio de Saúde Dr. Antônuo Figueira.

Dois consultórios serão disponibilizados pelo RHP no Ambulatório Maria Fernanda, além de 24 feitos de enfermaria para atendimento dos pacientes que forem encaminhados do HR e do HGV através da central de leitos da SES.

Na opinião do Provedor Alberto Ferreira da Costa, “com este projeto o Hospital Português amplia sua contribuição no desenvolvimento da saúde em Pernambuco, foco da gestão do governador Eduardo Campos”. O Ambulatório de cirurgia vascular vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h.


Fonte:http://ne10.uol.com.br/canal/cotidiano/saude/noticia/2012/01/30/servico-de-cirurgia-vascular-pelo-sus-sera-inaugurado-no-hospital-portugues-324049.php

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Cantor Wando está internado em estado gravíssimo

Depois de passar por uma cirurgia cardíaca, Wando está internado em estado gravíssimo na UTI do hospital Biocor, na região metropolitana de Belo Horizonte. O cantor foi submetido a uma angioplastia coronariana em caráter de urgência para desobstrução das artérias do coração na última sexta (27). Wando respira com ajuda de aparelhos e está sob o efeito de sedativos.

A carreira de cantor de Wando começou em 1969 e o sucesso veio em 1973. Seu maior sucesso é "Fogo e Paixão", lançado no álbum O Mundo Romântico de Wando, de 1988.


UTI Wando passou por cirurgia cardíaca
Postado por Luciana Amorim

domingo, 29 de janeiro de 2012

Especialistas mostram os possíveis riscos ao se reformar um edifício

Reformas feitas sem a supervisão de um especialista podem comprometer a estrutura de edifícios e até causar desabamentos.


Em poucos segundos 20 andares vão ao chão, com toneladas de concreto desmoronando como areia. Até que ponto uma reforma, por menor que seja, pode representar ameaça a um edifício inteiro? O Fantástico ouviu engenheiros, visitou prédios novos e outros já condenados para descobrir onde estão os riscos.

A maioria das construções hoje segue um padrão: o edifício é erguido com base em três elementos de sustentação: lajes, viga e principalmente os pilares. Olhando de fora, costuma-se dizer que está só no esqueleto, mas a estrutura em um andar já está pronta. Depois serão construídas as paredes, que depois podem ser alteradas sem nenhum risco à segurança do prédio.

A obra segue uma ordem: fundação, pilares, vigas e lajes. O peso do prédio fica distribuído entre esses elementos. Mas há casos em que a parede também tem uma função na estrutura. É a chamada alvenaria estrutural – quando os tijolos ganham o reforço de vergalhões e concreto.

Muito comum nas reformas é que as pessoas queiram quebrar paredes sem saber se foram projetadas para suportar o peso do edifício. Se qualquer parte da estrutura é alterada ou sofre algum tipo de intervenção sem acompanhamento técnico, toda a base da construção fica comprometida, o que pode provocar um colapso e até levar o prédio abaixo.

O Fantástico visitou um antigo edifício no Rio de Janeiro que será implodido. Pedimos aos engenheiros responsáveis pela implosão para mostrar quais podem ser os efeitos quando alguém decide mexer, sem conhecimento técnico, em um pilar, em uma laje ou em algum elemento de sustentação.

Para ser mais rápido, um martelo hidráulico gigante vai fazer o trabalho que um homem levaria no mínimo três dias. É a tentativa de abrir um buraco em uma viga para passar a tubulação de um ar-condicionado, por exemplo. Nas primeiras batidas, vem o sinal.

“Como vocês podem ver na parede, já pode ver um corte em diagonal. Isso é sinal de que a estrutura está trabalhando e em breve vai entrar em colapso”, aponta o engenheiro Fabio Bruno Pinto.

Não chegamos ao ponto de derrubar a laje, por motivos de segurança. Mas, com as marteladas, a parede quase se divide ao meio. A laje, que era sólida, agora balança. A rachadura agora aumentou muito.

“Isso é a prova que o pouco serviço que a máquina fez abriu muitas rachaduras, mesmo com toda a robustez da laje. Está claro de que, se a máquina continuasse batendo, logo, logo, colocaria a laje no chão”, prevê o engenheiro.

Não é só a ação do homem. Se um prédio não passa por manutenções regulares, os problemas aos poucos vão aparecendo.

“Assim como nós, seres humanos, sofremos de algumas doenças, as estruturas também podem ser atacadas pelas condições ambientais. Em alguns casos, essas manifestações, elas aparecem no seu apartamento na forma, por exemplo, de rachaduras em alvenaria. Você percebe aquelas fissuras. Isso não necessariamente é motivo para pânico, mas obviamente você deve consultar um especialista para que ele identifique se o grau de fissuração que está sendo observado é uma coisa aceitável ou se requer uma inspeção mais detalhada”, explica Romildo Toledo, professor de Engenharia Civil da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A questão não é se o prédio é novo ou velho. “A resistência do concreto sempre aumenta com o tempo e depois de uns dez anos praticamente estabiliza. Então, uma estrutura bem mantida e bem conservada vai durar décadas e décadas e décadas”, afirma Guiseppe Guimarães, professor de engenharia civil da PUC-RJ.

Os especialistas são enfáticos: obras que envolvam qualquer tipo de quebradeira exigem supervisão qualificada.

“Se são soluções que você vai mexer só em alvenaria – você vai pintar, vai trocar um box – não tem problema. Mas se você vai mexer na estrutura, nossa recomendação é que você tenha um engenheiro fazendo todo o tipo de trabalho , calculando e reprojetando toda sua estrutura. Esse engenheiro vai registrar no Crea [Conselho Regional de Engenharia e Agronomia], sua obra fica licenciada, você fica legalizado, não fica sujeito à multa ou a qualquer transtorno”, orienta o engenheiro Giordano Bruno Pinto. 


Fica o recado: nunca subestime os riscos, mesmo quando for só aquela reforminha.

“As pessoas não devem absolutamente, sob nenhuma hipótese, fazer nenhuma ação nos elementos estruturais”, alerta

Fonte:http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1678083-15605,00.html

''Não houve intenção de esconder o reajuste'', afirma o presidente da Câmara de Vereadores do Recife

Foto: Priscilla Buhr/JC Imagem

Entrevista a Débora Duque, do Jornal do Commercio


Abalado com os desgastes sofridos pelo legislativo municipal, o presidente da Câmara do Recife, Jurandir Liberal (PT), rompe o "pacto de silêncio" e, nesta entrevista ao JC, defende todos os benefícios financeiros dos vereadores. Ele nega falta de transparência e volta a avisar que, apesar dos protestos, não irá rever o reajuste salarial de 62% para os vereadores que forem eleitos e reeleitos este ano, válido a partir de janeiro de 2013. Abaixo, trechos da entrevista.

JORNAL DO COMMERCIO - Neste ano eleitoral, como a Câmara irá se organizar para que as atividades de campanha não prejudiquem os trabalhos legislativos?

JURANDIR LIBERAL - No primeiro semestre, não haverá nenhum problema nas votações. O que a gente vai ter que discutir e pactuar com os colegas é que, nos meses de campanha, principalmente, agosto e setembro, precisaremos, talvez, priorizarmos um dia na semana para concentramos as sessões e não deixar nenhuma solução de continuidade. Haverá uma flexibilização de horário nesses meses para que não haja problemas com a ausência de vereadores na Casa.

JC - O final do ano passado foi marcado por polêmicas em relação à Câmara. A primeira delas foi a questão do reajuste salarial de 62% para os vereadores, a partir de 2013. A população foi pega de surpresa com a notícia e, inclusive, marcou um protesto, via redes sociais, para o dia 1º de fevereiro na Câmara. Qual sua posição sobre a repercussão negativa do caso e a pressão para que haja um recuo da Casa?

JURANDIR - Primeiro, eu diria que a informação foi incompleta porque quando se fala apenas no índice de reajuste a pessoa compara logo com o trabalhador comum que recebe mais ou menos um acréscimo de 10% ao ano. Mas não se esclarece que nosso último reajuste aconteceu em 2008 e que o vereador não pode reajustar sua remuneração dentro da mesma legislatura. Então, quando você demonstra que passamos cinco anos com o salário congelado, a pessoa pode compreender. E alguns parâmetros ajudam nessa compreensão. O primeiro deles é que o reajuste é constitucional: os vereadores recebem 75% do que recebe um deputado estadual que, por sua vez, recebe 75% do deputado federal. Um segundo parâmetro é: vamos pegar o salário mínimo de 2007 e o de 2012. Em 2007, o valor era de R$ 380 e o valor atual é de R$ 622. Sabe de quanto foi esse reajuste ao longo desses cinco anos? 64%. Compare também com as despesas com pessoal da Prefeitura do Recife de 2006 para 2011 que consta no relatório de gestão fiscal. Você vai ver que houve um aumento de 60% também. E é preciso esclarecer que o limite de despesa da Câmara é de 4,5% da receita tributária municipal.

JC - Mas além dos questionamentos em torno do percentual de reajuste, criticou-se a falta de transparência da Casa em relação ao tema, tendo em vista que o decreto foi votado em caráter extra-pauta, sem qualquer divulgação, pouco antes do recesso. Houve falha na condução desse processo?

JURANDIR – Não. Foi a ânsia de votar todos os projetos que tinham na Casa no final do ano passado. Nas últimas sessões, nós votamos 11 projetos do Executivo. A gente só podia votar o reajuste depois que pegasse as assinaturas de todos os vereadores. Então, naquele momento, foi que a gente conseguiu as assinaturas de todos para evitar que alguém viesse polemizar depois. Como todos concordaram, não houve debate. A gente votou como algo bem natural. Não imaginávamos que haveria uma repercussão negativa. Não houve nenhuma intenção de esconder o jogo.

JC - O senhor falou que colheu as assinaturas de todos os vereadores para evitar polêmica. A vereadora Priscila Krause (DEM), embora tenha votado favorável ao reajuste, se comprometeu a reabrir o debate sobre o tema diante da repercussão negativa. O senhor admite a possibilidade de rever esse índice?

JURANDIR – Todo vereador tem direito a tomar qualquer posição. Aqui, nunca cerceamos a palavra ou a opinião de ninguém. Mas a mesa diretora não vai rever porque já tem uma opinião formada. A gente é uma Casa Legislativa e, se toda vez que formos votar e houver alguma movimentação contrária, tivermos que voltar atrás, deixaremos de ser legisladores. É desagradável? É. Se alguém quiser fazer campanha em cima disso... A discussão fundamental é colocar que muita gente acha que trabalhador não pode ser vereador. Para exercer o cargo, tem que ser empresário, rico. Mas a lógica nossa é que o trabalhador pode exercer um mandato de vereador e, para isso, é preciso ser remunerado como qualquer um. A diferença é que vereador não tem direito à aposentadoria, a aviso prévio, fundo de garantia. Se o mandato acabar e você não for reeleito, você vai para casa. Se morrer, a família não recebe nem pensão. Não tem direito a nada.

JC - Também houve uma polêmica grande em relação ao reajuste de 60% do auxílio-combustível, que subiria de R$ 2.300 para R$ 3.700. Por que a mesa diretora resolveu aumentar o valor do benefício neste ano de eleição e depois resolveu voltar atrás?

JURANDIR – Primeiro, o gabinete para funcionar precisa de estrutura e uma delas é o carro, como em qualquer escritório. Foi estabelecido o valor de R$ 3.700, tomando como referência seis veículos por gabinete. A estimativa que fizemos foi que cada veículo precisaria, no mínimo, de um tanque por semana, que dá em torno de R$ 150. Nessa condição, chegaríamos ao valor de R$ 3.700 que consta na lei nº 17.522/2008 , assinada pelo ex-prefeito João Paulo (PT). Por conta da contenção de gastos em função da redução do valor de repasse à Câmara (em 2009, o duodécimo repassado à Casa baixou de 5% para 4,5%), a Câmara teve que se adequar e reduziu o valor do auxílio-combustível e o salário dos comissionados em 10%. Em março do ano passado, já fizemos o primeiro ajuste que foi devolver os valores aos cargos comissionados. E, em relação ao combustível, foi feita a avaliação de se retomar ao valor anterior.

JC - E por qual motivo a mesa recuou da decisão logo depois?

JURANDIR – Diante da campanha que foi feita em relação ao reajuste salarial e depois com o combustível, criou-se um ambiente negativo para a Casa. Retornamos porque teve presidente de entidade que chegou a ir para uma rádio dizer que a Câmara iria usar isso na campanha. Então, para evitar esse tipo de crítica, é que resolvemos manter o valor anterior, mesmo em prejuízo nosso. Não foi admitindo um erro, mas para evitar campanhas pejorativas em relação ao Parlamento. Agora tem gente querendo se aproveitar para fazer campanha para outro vereador.

JC - Nesse período também veio à tona a questão do vale-alimentação do qual, até então, não se tinha conhecimento.

JURANDIR – Olhe, o que nós temos no gabinete é tudo o que já existe em outros poderes. Sempre fazemos consultas ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) para não fazermos nada que seja interpretado de forma errada. Desde o caso das notas frias, a primeira recomendação do TCE foi que fizéssemos licitação onde fosse possível e para reduzir ao máximo a verba indenizatória. Tanto que, desde então, ela baixou de R$ 14 mil para R$ 4.600. Saímos reduzindo e procurando licitar tudo o que podíamos. Todos os auxílios estavam dentro da verba indenizatória e foram desmembrados para facilitar o controle.

JC - O primeiro-secretário Augusto Carreras declarou que o controle do auxílio-alimentação cabia a cada vereador. Onde essa verba é aplicada?

JURANDIR – Como ticket alimentação, em restaurante, supermercado. Cada um administra da sua maneira. Você pode aplicar num lanche para o gabinete, café, água. É como um ticket alimentação mesmo. Eu, por exemplo, uso mais em restaurante, mas nem todos eles aceitam.

JC - Então, para esclarecer, a remuneração total de cada vereador engloba o quê?

jURANDIR – O que um vereador tem mesmo é o salário que não se chama salário porque isso implicaria um vínculo empregatício. Fora isso, tem a estrutura do gabinete. Todos esses benefícios que citei são destinados ao gabinete. Tem a verba indenizatória destinada ao material de expediente que pode chegar até R$ 4.600 por mês. Se você não usar esse total naquele mês, não pode acumular para o mês seguinte. Aí tem o auxílio-combustível para os carros do gabinete (R$ 2,3 mil) e o auxílio-alimentação (R$ 2 mil), que pode ser usado também para o gabinete. Recebemos uma espécie de 13º ainda uma ajuda no começo do ano, como um auxílio-paletó.

JC - Por que, então, todos esses benefícios, com exceção da verba indenizatória, não estão detalhados no site da Câmara para conhecimento público?

JURANDIR - Isso é o TCE quem fiscaliza. Não tem como estar todo dia conferindo cartão de combustível e alimentação de cada vereador. Daqui a pouco vão querer saber até onde almoço. Tem um limite aqui. Se eu recebo aquilo para alimentação, não sou obrigado a dizer onde vou comer. Estamos lidando com pessoas de bem, honestas e quando você delega e diz que o vereador tem aquela quantia para gastar com alimentação, eu não vou dizer onde ele tem que comprar. Desde a gestão anterior, adotamos a sugestão do TCE para que instalássemos uma controladoria na Casa. Montamos toda uma estrutura para evitar qualquer transtorno. A gente procura fazer a coisa certa.

Fonte:http://jc3.uol.com.br/blogs/blogjamildo/canais/noticias/2012/01/28/nao_houve_intencao_de_esconder_o_reajuste_afirma_o_presidente_da_camara_de_vereadores_123358.php

Torcedor é detido após arremessar bomba caseira contra policial

Integrantes do grupo “surfavam” em um ônibus da linha Nova Descoberta/Derby
Jovem que arremessou bomba contra a polícia foi levado
para a Delegacia de Casa Amarela
Um jovem que acompanhava um grupo de torcedores trajados com a camisa da Torcida Jovem do Sport foi detido após jogar uma bomba caseira contra policiais do 11º Batalhão de Polícia Militar, por volta das 14h30 deste domingo.

Os integrantes do grupo “surfavam” em um ônibus da linha Nova Descoberta/Derby, quando os policiais, que faziam ronda de moto, solicitaram que o coletivo parasse na via para realizar uma abordagem.

No entanto, no momento em que desciam do ônibus, um dos integrantes do grupo arremessou uma bomba, quase atingindo a cabeça de um policial. O jovem que jogou o artefato foi identicado como Danilo Lázaro dos Santos, 19.

De acordo com a polícia, a bomba foi fabricada com uma bola de sinuca. O jovem foi detido e encaminhado à Delegacia de Casa Amarela, mas ainda não há informações sobre qual procedimento será tomado com Danilo.

Fonte:http://www.folhape.com.br/cms/opencms/folhape/pt/cotidiano/noticias/arquivos/2011/outubro/0359.html

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Estudo indica que infecções de HPV oral são mais comuns em homens

Infecções na boca e na garganta de uma doença transmitida principalmente pelo sexo conhecida como papilomavírus humano (HPV), que pode levar ao câncer, são mais comuns entre os homens do que entre as mulheres, segundo um estudo americano divulgado nesta quinta-feira (26).

Cerca de 7% da população dos EUA com idade entre 14 e 69 anos tem HPV oral, informou a pesquisa publicada no Journal of the American Medical Association, com uma taxa de incidência de 10.1% entre os homens e 3.6% entre as mulheres.

As descobertas esclareceram ainda mais uma crescente epidemia de câncer nas regiões da cabeça e do pescoço ligada ao HPV que devem superar os casos de câncer de colo de útero em 2020, e pode justificar os testes clínicos de uma vacina de HPV contra lesões orais, disseram os autores do estudo.

 Atualmente a vacina de HPV é recomendada para meninos e meninas logo cedo, nas idades de 9 a 10 anos para evitar futuros cânceres de colo de útero e anal.

O estudo incluiu 5,579 pessoas que participaram da Pesquisa Nacional de Avaliação da Saúde e Nutrição (NHANES, na sigla em inglês) de 2009-2010, e concordaram com um teste de enxágue bucal de 30 segundos em um centro de exames móvel.

O estudo descobriu que o HPV oral é mais frequente entre pessoas idosas, em parceiros sexuais recentes e entre fumantes, pessoas que bebem muito álcool e entre usuários, atuais ou antigos, de maconha.

As maiores taxas de HPV oral entre os homens são vistas com mais frequência nas idades de 60 a 64 anos, com 11,4% de casos nessa faixa etária. O segundo nível mais alto foi encontrado entre homens de 30 a 34 anos.

Sexo oral

De acordo com a especialista Maura Gillison, do Ohio State University Comprehensive Cancer Center, os dados sugerem que a provável causa das infecções de HPV oral está ligada ao sexo.

"Analisados juntos, esses dados indicam que a transmissão pelo contato casual, não sexual, é pouco comum," escreveu ela, pedindo mais estudos nesta área para estabelecer o que os pesquisadores chamam de "história natural" da doença.

"Apesar da infecção de HPV oral ser a causa do câncer que está crescendo em incidência nos Estados Unidos, pouco se sabe a respeito da epidemiologia da infecção", indicou Gillison.

"Estudos de história natural de infecção de HPV oral são, portanto, necessários para entender os efeitos da idade, do sexo, e os fatores de risco modificáveis (por exemplo, fumo e comportamento sexual) quanto à incidência e duração da infecção de HPV oral".

Câncer
Cânceres orais "cresceram significativamente nas últimas três décadas em vários países e o HPV tem sido diretamente relacionado como causa subjacente," de acordo com informações do artigo.

Gillison, que estuda o HPV e o câncer há 15 anos, disse em uma conferência científica realizada nos EUA no ano passado que quando pessoas que têm HPV oral são comparadas com aquelas que não têm, "o único grande fator é o número de parceiros com quem elas fizeram sexo oral."

Pessoas com infecções de HPV oral têm 50 vezes mais chances de ter câncer oral que as pessoas que não têm HPV.

Os pesquisadores observaram um aumento de 225% nos casos de câncer oral nos Estados Unidos de 1974 a 2007, principalmente entre homens brancos.

O HPV está ligado a quase 13 mil casos de câncer de colo do útero por ano em mulheres americanas, sendo que 4.300 deles são fatais.

Pesquisadores acreditam que o número de casos de câncer oral vai superar o número de casos de câncer de colo de útero nos próximos oito anos.

O estudo foi financiado em parte pela gigante farmacêutica Merck, que produz a vacina contra HPV.

A Gardasil da Merck foi aprovada para meninas e mulheres de idades entre 9 e 26 anos em junho de 2006 e para homens na mesma faixa etária em outubro de 2009.

Fonte:http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/afp/2012/01/26/estudo-indica-que-infeccoes-de-hpv-oral-sao-mais-comuns-em-homens.jhtm

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Programa de Rádio O Circo do Véio Mangaba



Sábado, 28 de Janeiro de 2012

OUVINTES!!!
 
O Circo do Véio Mangaba, comandado por Walmir Chagas, recebe, nessa última edição de janeiro, ninguém menos que Herbert Lucena, cantor e compositor.

Herbert apresenta seu mais novo CD ‘Não me peçam jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho pra vender’ e traz pra gente sua levada do coco. Você se delicia com o ritmo que faz todo o copo se mexer!
 
O Circo do Véio Mangaba. Todos os sábados, de 12h às 13h, com transmissão ao vivo pela Rádio Capibaribe, 1240 AM e pela internet através do endereçowww.radiocapibaribe.com.br. Você ainda participa do programa através do telefone 34442562 e acompanha todas as edições, comentários e informações pelo site do programa: www.ocircodoveiomangaba.webs.com.
O programa de rádio O Circo do Véio Mangaba traz a cultura atual e as curiosidades históricas em seus diversos momentos. O circo representa o espírito do programa, sua leveza, lirismo e improviso, e a grande capacidade de acolher as mais diversas manifestações populares artísticas e culturais brasileiras.
Especialmente preparado para diversificar a grade da mídia radiofônica, trazendo a memória dos tempos do radioteatro, o programa conta com participação de várias linguagens artísticas do universo circense e, nada menos, do que a apresentação do multiartista Walmir Chagas, consagrado no célebre personagem Véio Mangaba. Walmir é um comunicador popular, que se faz ouvir e diverte com sua dinâmica peculiar na condução do programa.
Programa de rádio O Circo do Véio Mangaba. Todo sábado, das 12h às 13h, na Rádio Capibaribe, 1240 AM.

Deputada do PT do B é citada em estudos da ONU



 


A deputada federal Rosinha da Adefal foi citada no Estudo do Escritório do Alto Comissário para os Direitos Humanos da ONU (EACDH) sobre a participação das pessoas com deficiência na vida pública e política. O estudo será apresentado na 19ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, de 27 de fevereiro a 23 de março deste ano.



O Alto Comissariado ressaltou a contribuição individual da parlamentar pelo destaque da atuação da deputada no Brasil e usou os dados da trajetória de vida e carreira política de Rosinha para elaborar o estudo.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Luis Tibé, Deputado Federal do PT do B, busca recursos para municípios atingidos pelas chuvas em Minas





    O deputado federal Luís Tibé esteve reunido no inicio da tarde desta quarta-feira (25/01), com os ministros da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho e o ministro das Cidades, Mário Negromonte, para tratar dos recursos que serão destinados aos municípios mineiros que decretaram situação de emergência, em razão das chuvas que atingiram o Estado, no inicio deste ano. 

    Na reunião com Fernando Bezerra Coelho, o ministro explicou ao deputado que, os municípios reconhecidos em situação de emergência poderão receber recursos de duas formas: 

    - Recursos Emergenciais (cestas básicas, limpeza do município e assistência às pessoas atingidas). Nesse caso, o município precisa abrir uma conta no Banco do Brasil e fazer um ofício ao ministério solicitando a verba; e 

    - Recursos para Reconstrução. Nesta situação, os prefeitos devem fazer um oficio enviar ao ministro e anexar um plano de trabalho e fotos dos prejuízos causados pelas chuvas. 

    Também participaram do encontro os deputados mineiros Miguel Corrêa, Reginaldo Lopes, Jô Moraes, Toninho e senador Clésio Andrade. 

    As Chuvas em Minas 

    Até esta quarta-feira, 203 municípios decretaram situação de emergência por causa das chuvas em Minas Gerais, segundo dados da Coordenadoria de Defesa Civil de Minas Gerais. Deste outubro, início do período chuvoso, 3 milhões 450 mil pessoas e 251 cidades foram afetadas.

    Em Minas, 76.827 pessoas estão fora de casa por causa das chuvas, sendo 69.239 desalojados e 7.588 desabrigados. No balando divulgado, a Defesa Civil informou que 186 pessoas ficaram feridas desde outubro e uma segue desaparecida em União de Minas, no Triângulo Mineiro. Nesta segunda-feira (23), o órgão confirmou a 18ª morte devido às chuvas em MG.

Prédio desaba no Centro do Rio


Segundo a Defesa Civil, a tragédia deixou 11 vítimas, entre mortos e feridos.
Prédio fica na Rua Treze de Maio, perto do Teatro Municipal.

Um prédio desabou na noite desta quarta-feira (25), na Rua Treze de Maio, no Centro do Rio de Janeiro . Inicialmente, os relatos apontavam que o prédio havia desabado em parte. Mas o repórter Rafael Coimbra, da Globo News, que está no local, informa que o prédio desabou completamente. A Defesa Civil Estadual informou que a queda do prédio de sete andares deixou 11 vítimas, entre mortos e feridos, um deles retirado do meio dos escombros.
Segundo a Defesa Civil, 60 homens de quatro quartéis estão no local e cães de resgate seguem para ajudar nas remoções.
Queda de prédio na Cinelândia (Foto: Rafael Andrade/VC no G1)
Multidão se aglomera diante do escombros

(Foto: Rafael Andrade/VC no G1)
Amigos e parentes cercam o local em busca de informações sobre pessoas que trabalham na região, enquanto a Guarda Municipal impede a aproximação, pelo temor de dano estrutural às construções vizinhas.
De acordo com informações do Centro de Operações da prefeitura, a Avenida Almirante Barroso, entre a Rua Senador Dantas e Avenida Rio Branco, está interditada em ambos os sentidos. No twitter do Centro de Operações, a prefeitura faz um alerta: "Atenção motoristas! Evite a região da Cinelândia, Carioca e Rio Branco para não atrapalhar os trabalhos dos Bombeiros e Defesa Civil".
Segundo o Metrô Rio, as estações da Presidente Vargas e da Cinelândia irão ser fechadas. O prefeito Eduardo Paes está no local.

Prédio desaba no Centro do Rio (Foto: Marcelo Piu/Agência O Globo)Prédio desaba no Centro do Rio (Foto: Marcelo Piu/Agência O Globo)

Segundo a Defesa Civil, há informações sobre vítimas, mas ainda não há confirmação do número de pessoas atingidas. O prédio ao lado foi atingido pelos escombros.
A Light desligou a luz nos arredores para evitar incêndios. Vinte viaturas da polícia foram acionadas para isolar a área.
Equipes da prefeitura, do Quartel Central do Corpo de Bombeiros, da Guarda Municipal e da Polícia Militar estão no local, que está isolado.
Muitos carros estacionados próximos ao prédio ficaram cobertos de escombros. Imagens mostram muita poeira no local
Prédio desaba e causa destruição no Centro do Rio (Foto: Reprodução TV Globo)

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Acupuntura é eficiente contra enxaqueca, aponta estudo



Tratamento alternativo chinês funciona em longo prazo

Um estudo publicado no Canadian Medical Association Journal indica que a acupuntura ajuda a reduzir o número de dias de enxaqueca e pode ter efeitos duradouros sobre o problema. A análise foi liderada por um pesquisador da University of Traditional Chinese Medicine, na China.

Na pesquisa, quase 500 adultos foram submetidos a sessões da tradicional acupuntura chinesa ou da acupuntura sham, na qual agulhas são inseridas em pontos não específicos do corpo. A experiência durou cerca de quatro semanas e os grupos não foram informados sobre o tipo de método que receberiam.

Durante o teste, os participantes submetidos ao método chinês alegaram ter menos episódios de enxaqueca do que antes de fazer acupuntura. Antes do estudo, a maioria sofria de enxaquecas mensalmente, com cerca de seis ocorrências por mês. Após passar pelo procedimento, os relatos de enxaqueca caíram para três episódios por mês.

Mesmo após as quatro semanas de acupuntura, os participantes do método mais tradicional afirmaram ter menos dias de enxaqueca, com menos frequência e menor intensidade. Já os que fizeram a acupuntura sham não declararam qualquer alteração da rotina.

Alimentos que combatem a enxaqueca

São muitas as causas da enxaqueca, ou mesmo de uma simples dor de cabeça: falta de sono, estresse, variações de temperatura, hábitos alimentares... Ainda há, no caso das mulheres, aquela dor de cabeça típica do período pré-menstrual. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, 15% da população do planeta sofre desse mal, o que inclui, aproximadamente, 25 milhões de brasileiros afetados pela doença.

Além de usar medicamentos e evitar as causas acima, um dos poderosos remédios contra a enxaqueca pode ser o mesmo hábito que a provoca - a alimentação. Você sabia que alguns nutrientes têm o poder de aliviar os sintomas e reduzir essa complicação? Veja quais são e por quê:

1. Selênio contra os radicais livres

Presente principalmente em salmão, ostras cruas, castanha do Pará, fígado de boi e farelo de trigo, o selênio é um mineral capaz de retirar os metais tóxicos do corpo. "Esses metais tóxicos, quando se depositam em nosso organismo, não só contribuem para o aumento dos radicais livres como podem causar sintomas de enxaqueca, além de elevar o risco de doenças neurológicas, como Alzheimer e Parkinson", diz a nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilibrio Nutricional.
2. Magnésio para relaxar

O papel do magnésio no combate às dores de cabeça e enxaquecas foi demonstrado em uma série de estudos. De acordo com a nutricionista Roseli Rossi, a concentração de magnésio em nosso corpo afeta os receptores de serotonina - substância responsável por regular a percepção a dor e disposição - bem como outros receptores e neurotransmissores relacionados à enxaqueca.

3. Aproveite a ação anti-inflamatória do Ômega3

O consumo em excesso de alimentos inflamatórios, como carboidratos refinados, gorduras e embutidos, provoca a produção de substâncias pró-inflamatórias, que causam a dilatação dos vasos e, consequentemente, a dor de cabeça. Nesse caso, o ômega3 é o melhor remédio. "Ele tem ação anti-inflamatória, combatendo essas substâncias causadoras de enxaqueca", afirma a nutricionista Roseli Rossi.

4. Invista nos antioxidantes

"As substâncias antioxidantes têm o poder de fazer a varredura do excesso de radicais livres e outras substâncias tóxicas em nosso organismo", afirma a nutricionista Roseli Rossi. Essa ação contribui para o equilíbrio metabólico e o melhor funcionamento da circulação, além de ser anti-inflamatória. "Essas propriedades funcionais podem amenizar o sintoma de dor, interferindo indiretamente, portanto, na incidência de enxaquecas", completa Roseli.

Fonte:http://msn.minhavida.com.br/bem-estar/materias/14570-acupuntura-e-eficiente-contra-enxaqueca-aponta-estudo.htm