domingo, 18 de dezembro de 2011

Praia de Pau Amarelo em Paulista/PE é impossível se dar um mergulho, se concorre com resto de destroços e sargaços


Cadê Yves Ribeiro? Uma praia que tinha tudo para ser bonita sofre com o desprezo, o relaxamento, a inoperância da Prefeitura do Paulista.

Estive ontem para caminhar e tomar um banho encontrei vários obstáculos, entre eles os destroços de construções, pontas de ferros, tronco de árvores, sargaços, dentro e fora da água, e ainda esgoto correndo para dentro do mar.

Quem se arrisca corre o risco de no mínimo furar o pé, os comerciantes e nativos, dizem que faz tempo que a praia se encontra daquela forma, espantando o turismo e deixando os moradores da região irritados.

Se Yves Ribeiro seguisse o exemplo da Praia de Boa Viagem, que tem um trator especial para peneirar a areia tirando os dejetos, todos os dias quando amanhece a praia está limpa, e ainda tem uma equipe de gari que dá suporte durante todo o dia, com certeza Pau Amarelo daria orgulho a Paulista.

É uma vergonha, um estado que se prepara para a Copa se encontrar um cartão postal abandonado.

Cuidado! Praia minada com destroço de construção, você pode se acidentar.
Quem se arrisca a tomar um banho de concreto, ou, quero dizer de mar,
desculpa, mais estou confuso.

O sargaço é quem toma conta de um bom trecho da praia.
Até que tentei arrancar este tijolo que tem um ferro que é encoberto
 pelas ondas. Um perigo para  quem transita na areia da praia.  
Como é possível observar é um concreto com uma ponta de ferro,
que fica coberto com uma ponta de ferro.
 Quando o mar está cheio fica coberto pelas ondas.
Quem sofrer alguma conseqüência entre na Justiça pedindo
 uma indenização, isto é um crime.  
Resto de construção, sargaço e lixo, é o que se
 resume hoje a praia de Pau Amarelo.
Tronco de árvore e resto de construção disputam a orla.


Nenhum comentário: